Perguntas frequentes

Regras

Para municipalidades

APLICATIVO

Fundo

Queremos percorrer a maior quantidade de quilômetros possível na vida pessoal e profissional para promover o ciclismo, aumentar a proteção do clima e melhorar a qualidade de vida – e, por fim, para divertir-nos ao andar de bicicleta!

  • Membros do parlamento municipal de um município participante
  • Cidadãos/Cidadãs de um município participante
  • Todas as pessoas que trabalham, são filiados à uma associação ou frequentam uma escola/universidade no município participante.

Todos os municípios participantes estão alistados em municípios participantes. Caso o seu município não esteja entre eles, dirija-se, por favor, ao órgão responsável do seu município (Administração, Câmara Municipal, etc.) e incentive uma participação!

  • Um registro oficial da municipalidade (isso é, cidade, município, distrito) é o pressuposto para participar na PEDALACIDADE. Os coordenadores locais responsabilizam-se pela preparação do concurso e são as primeiras pessoas de contato para os ciclistas.
  • Em www.stadtradeln.de/radlerbereich todos os participantes podem cadastrar-se, aderir a uma equipe já existente ou criar a sua própria equipe. Uma pessoa que cria uma equipe é automaticamente o capitão da equipe.
  • Não é possível pedalar sem equipe, pois a proteção do clima e a promoção do ciclismo são trabalho em equipe - mas duas pessoas já são uma equipe! Alternativamente, é possível aderir a uma “equipe aberta” que existe em todas as municipalidades. Quem não encontrou membros da equipe ativos após o período de cadastro posterior de quilômetros (os quilômetros cadastrados são decisivos) é transferido automaticamente para a equipe aberta da municipalidade.
  • Todos os veículos considerados bicicletas nos termos do código da estrada são permitidos.

Não, não há um limite de idade para a PEDALACIDADE - todos podem participar. Mas as/os participantes com menos de 16 anos precisam da autorização oral de um dos pais.

A campanha PEDALACIDADE é realizada anualmente de 1º de maio a 30 de setembro. Nos próprios municípios é pedalado num período de 21 dias consecutivos em prol de mais proteção do clima e mais promoção do ciclismo utilitário. Cada município participante pode escolher livremente o período exato para a realização da campanha.

  • Participantes com acesso à internet inscrevem-se com o seu nome completo e endereço de e-mail no calendário de pedaladas online, assim que este tenha sido ativado para o seu município. Após a inscrição bem-sucedido, pode-se então, inserir ali os quilômetros pedalados que serão contabilizados automaticamente para a equipe e o município.
  • Participantes com um Smartphone podem através do aplicativo PEDALACIDADE (para Android e sistemas iOS) inserir os quilômetros ou manualmente (fazer o login via internet não é mais necessário) ou simplesmente via função GPS, que mostra o trajeto exato percorrido e calcula os quilômetros pedalados automaticamente.
  • Participantes sem acesso à internet inscrevem-se diretamente na coordenação da campanha local do seu município. Ali podem ser disponibilizadas planilhas de contagem de quilômetros, possibilitando, assim, que os quilômetros pedalados sejam inseridos manualmente pelos participantes. As pessoas de contato podem ser visualizadas na subpágina do município participante em municípios participantes.

Cada quilômetro de bicicleta pedalado nos trajetos ao trabalho ou particulares, no período da ação de 21 dias, pode ser contabilizado. Estão excluídos competições ciclísticas e treinos em bicicletas fixas (bicicletas usadas em interiores ou para fazer “spinning” ou similares).

Os quilômetros pedalados podem ser apurados ou contados p. ex. por um velocímetro, ciclocomputador, pelo aplicativo PEDALACIDADE ou por um mapa de ciclovias (p. ex. Naviki (plataforma online para mapas de ciclovias)).

Os quilômetros registrados pelo aplicativo são inscritos diretamente no diário de km. A frequência com a qual os quilômetros são cadastrados através do site (individualmente, diariamente ou, no máximo, após cada semana da PEDALACIDADE) fica à discrição dos ciclistas.

Há um período de cadastro posterior de sete dias para participantes registrados. Também é possível cadastrar posteriormente os quilômetros pedalados dentro do período da ação de 21 dias. Depois disso, não é mais possível cadastrar quilômetros ou fazer alterações! Aos coordenadores aplica-se um período de cadastro posterior de 14 dias que também começa no fim do período da ação.

No livro de quilômetros os ciclistas também podem indicar a quantidade dos seus percursos percorridos. Assim, os municípios podem colocar mais ênfase na bicicleta como meio de transporte quotidiano na premiação local.

Atualmente, a quantidade de percursos só é listada no seu livro de quilômetros e não na tabela de avaliação pública da sua coordenação local. No próximo ano, comparações nas equipes também vão ser possíveis.

Também é possível cadastrar os quilômetros pedalados por várias pessoas na mesma conta (p. ex. para famílias, turma de alunos, etc.). IMPORTANTE: A quantidade exata das pessoas para as quais os quilômetros são cadastrados deve ser introduzida em “Configurações”.

Com categorias especiais (“Tags”) os municípios podem fazer avaliações ainda mais detalhadas para dirigir-se a grupos alvo concretos como, p. ex., pendulares ou alunos, e premiá-los separadamente. Além disso, as equipes correspondentes são comparadas diretamente dentro de cada categoria especial, o que cria mais motivação ainda. Em “Administrar o município”, as coordenadoras/os coordenadores distritais podem decidir se as categorias especiais de equipes criadas nas cidades e nas municipalidades distritais devem ser mostradas na página do distrito.

No decurso do registro das municipalidades as/os coordenadores escolhem as categorias especiais disponíveis para a sua municipalidade. Então, ao criar a equipe, os capitães das equipes podem atribuir a sua equipe a uma ou várias categorias especiais pré-selecionadas. Em Editar na administração das equipes, as coordenadoras/os coordenadores podem atribuir equipes às categorias especiais (“Tags”).

Em princípio a PEDALACIDADE vive do pensamento de jogo limpo e da honestidade dos ciclistas. Não podemos e não queremos controlar mais de 10 mil ciclistas. A coordenação local da campanha no município deve-se empenhar em advertir os “ciclistas atípicos” ou, caso seja necessário, de questionar o ciclista ou pedir por uma verificação. O “controle social” dentro da equipe também funciona muito bem.

Além disso, o objetivo concreto da campanha é fazer com que mais pessoas usem a bicicleta e através de um campeonato apresentar a campanha ao público e trabalhar com ele este tema - e, em especial neste caso, no âmbito da promoção de ciclismo utilitário aos políticos municipais como tomadores de decisão. Ao mesmo tempo, os ciclistas demonstram com a sua participação aos administradores responsáveis quão importante são a proteção do clima e a promoção de ciclismo utilitário para eles e quantas pessoas atualmente já usam a bicicleta.

Cada pessoa só pode fazer parte de uma equipe em um município e, com isso, só pode ter uma conta do usuário. Se dois municípios em que uma pessoa trabalha e vive participarem, ela pode coletar quilômetros para os dois municípios (para tal são necessários dois cadastros diferentes ou duas contas do usuário). Mas cada quilômetro só pode ser contabilizado para um município!

Não é relevante onde os quilômetros são rodados, pois proteção do clima não termina em nenhuma fronteira municipal ou nacional.

Cada quilômetro pedalado é necessariamente uma contribuição para a proteção do clima! Consequentemente, contam cada quilômetro pedalado e todo ciclista participante. A campanha PEDALACIDADE não é uma campetição individual, mas sim um projeto comunitário no qual cada pessoa contribui com o tanto que pode e deseja. Talvez você anda tão puco de bicicleta porque não está satisfeito com as condições para os ciclistas: com a sua participação você cidadão pode exigir mais infraestrutura em prol da promoção do ciclismo utilitário! Além disso: apenas os participantes inscritos na PEDALACIDADE podem utilizar a plataforma de postagem RADar!, contribuindo, assim, para ciclovias melhores!

 

 

 

Além disso: justamente os trajetos curtos feitos de carro são os mais relevantes – é aqui que existe um enorme potencial de economia! Nos primeiros quilômetros um motor frio consome até 30 litros por 100 quilômetros e o desgaste do motor é enorme. Andando de bicicleta nos trajetos curtos você também contribui para a durabilidade do seu carro, economiza ainda mais dinheiro, bem como evita emissões de CO2 na atmosfera!

Com a sua participação você também demonstra aos administradores responsáveis, na questão de ciclismo, quão importante são a proteção do clima e a promoção do ciclismo utilitário. Quanto mais ciclistas participarem da PEDALACIDADE mais claro ou mais forte será a nossa mensagem! Os decisores (políticos) terão de tomar consciência da quantidade de ciclistas e do número de ciclovias utilizadas por eles em seus municípios; concedendo, assim, aos usuários mais espaço no tráfego. Além disso, apenas os participantes inscritos na PEDALACIDADE podem utilizar a plataforma de postagem RADar!.

Competições de bicicleta e treinamentos em bicicletas fixas (bicicletas para uso interno ou para fazer spinning, etc.) estão excluídos da coleta de quilômetros.

Nos eventos de grande dimensão com uma massa crítica ou algo similar, o número de participantes e dos quilômetros rodados deve ser determinado exatamente.

Utilize a campanha PEDALACIDADE para (no mínimo) averiguar e experimentar por 21 dias de forma consciente, da vista de um guidão, a situação do tráfego para ciclistas no seu município. Os verdadeiros especialistas na área de ciclismo utilitário são todos aqueles que se aprofundam teoricamente e na prática com a “temática” – por isso, desperte os seus sentidos e a sua consciência para uma melhora da situação do ciclismo utilitário.

 

Além disso, como membro do parlamento municipal você não deve subestimar a sua função de exemplo, e, sim, usá-la a seu favor: com a sua participação você mostra à outras pessoas quão importante são a proteção do clima e, assim, a mobilidade sutentável. E, de passagem, ajuda o seu município com cada quilômetro pedalado a conquistar uma boa colocação na categoria dos ganhadores em parlamento municipal com o maior número de ciclistas ativos.

(relevante para as inscrições no contexto com as categorias de premiação “Parlamento municipal com o maior número de ciclistas ativos”)

Ao registrar-se pela primeira vez em registro dos ciclistas você é perguntado pelo seu status como parlamentar ou se é membro de uma Câmara Municipal ou Assembleia Municipal e/ou Conselho Regional. Esta informação é essencial para a categoria de ganhadores em parlamento municipal com o maior número de ciclistas ativos, cujos municípios são premiados pela Aliança do Clima.

Os membros de um governo municipal são basicamente todas as pessoas pertencentes a uma Câmara Municipal ou Assembleia Municipal ou Conselho Regional/Autarquia. Neste contexto o importante é sempre o direito de voto. As cidades também têm a possibilidade de agregar os membros dos parlamentos distritais/representantes de bairros, etc., e integrá-los ativamente na campanha PEDALACIDADE.

Em caso de dúvidas entre diretamente em contato com a coordenação local da campanha (As pessoas de contato podem ser encontratads na subpágina do município participante em municípios participantes).

 

 

(relevante para o registro no âmbito da categoria de premiação “parlamento municipal que mais pedalou”)

 

No primeiro registro dos ciclistas é perguntado pelo status de parlamentar ou da qualidade de membro na câmara municipal ou na reunião dos conselheiros municipais e/ou no conselho distrital/regional. Esta informação é decisiva para a categoria de premiação “parlamento municipal que mais pedalou”, na qual a Aliança do Clima premia os municípios.

 

Geralmente, membros do parlamento municipal são todas as pessoas que fazem parte da câmara municipal ou da reunião dos conselheiros municipais ou do conselho distrital/regional. Para tal, é decisivo o direito de votar e o fatos dos membros serem votados pela população nos termos do código dos municípios. As cidades podem selecionar se membros dos parlamentos distritais/municipais, etc. também fazem parte e integrá-los ativamente na PEDALACIDADE.

 

Em caso de dúvidas, pergunte diretamente a sua coordenação local (as pessoas de contato também constam na subpágina do município participante em “Municípios participantes”).

 

 

Até ao último dos 21° dias da PEDALACIDADE é possível criar equipes ou aderir a uma equipe.

Na sua equipe (empresa, escola, administração, associação ou similar) os ciclistas podem criar subequipes (p. ex. para cada departamento ou turma) para que a competição fique mais excitante ainda. Os quilômetros rodados são contabilizados para a subequipe correspondente e para a equipe principal.

Os capitães das equipes devem estar dispostos a dar depoimentos (por que participam?) e a publicar uma foto sua ou da equipe. Os depoimentos e as fotos podem ser carregados na conta do usuário do capitão da equipe. A seguir, eles vão ser publicadas na Internet junto com o nome (da equipe) na subpágina do município.

Os quilômetros rodados são contabilizados para a equipe principal e a subequipe. Os resultados da subequipe atribuída à equipe principal constam em “Minha equipe” na área do ciclista mostrada depois de ter feito login. Na subpágina do município só são mostrados os resultados da equipe principal.

Na inscrição, primeiro os ciclistas devem juntar-se a uma equipe. Depois do login, cada ciclista pode criar uma “nova subequipe” em “Minha equipe”. Então, ele se torna automaticamente o capitão da sua subequipe. Alternativamente, o capitão da equipe de uma equipe principal pode criar subequipes relacionadas. Neste caso, esta pessoa continua sendo o capitão da equipe principal e não é transferido automaticamente para a subequipe, mas tem acesso aos dados dos membros da subequipe.

Quem quiser participar na categoria específica celebridade PEDALACIDAD deve, por favor, contatar diretamente a coordenação local do município participante; que, a seguir, vai inscrever a celebridade PEDALACIDADE .

O grupo de pessoas (p. ex. prefeitos, vereadores, etc.) que deve representar o município nesta categoria específica é definido pela coordenação local.

A Aliança do Clima aceita registros até durante a temporada corrente da PEDALACIDADE. Enquanto os 21 dias da PEDALACIDADE não forem terminados, ainda é possível registrar-se até ao fim de setembro.

O formulário de inscrição online para municípios, informações sobre a taxa de participação para municípios, etc. constam em “Inscrever-se”.

A campanha PEDALACIDADE é realizada anualmente de 1º de maio a 30 de setembro. Nos próprios municípios é pedalado num período de 21 dias consecutivos em prol de mais proteção do clima e mais promoção do ciclismo utilitário. Cada município participante pode escolher livremente o período exato para a realização da campanha.

Um município tem de inscrever-se oficialmente online (informações em Inscrever-se). Logo que a subpágina da subpágina da municipalidade tiver sido criada (a municipalidade é informada automaticamente por e-mail e é mostrada nos municípios participantes, as equipes podem registrar-se e coletar quilômetros para o seu município no período de pedaladas selecionado, de forma favorável para o clima.

Por princípio, todos as municipalidades (isso é, cidade, município, distrito/região) no mundo todo podem participar, também as municipalidades que não são membros da Aliança do Clima. Uma decisão da câmara municipal ou algo similar não é imprescindivelmente necessária para a participação ou a inscrição, mas o município deve concordar - p. ex. através do prefeito, da administração, etc. O município - ou o encarregado correspondente do município - responsabiliza-se pela preparação e realização local da PEDALACIDADE e tem de nomear (pelo menos) uma pessoa de contato local para a Aliança do Clima e a imprensa. Em “Materiais” encontram-se vários recursos, o conceito geral da campanha e as regras de jogo para ciclistas.

 

Qualquer município, cidade ou distrito/região no mundo todo.

Os distritos/regiões podem selecionar, se só o distrito/a região participa, ou se as cidades/os municípios individuais correspondentes (ou todos) são listados separadamente (sempre marcados com o nome do município e o suplemento “município padrão no distrito de XY”). Então, os quilômetros rodados cadastrados são contabilizados para a cidade/o município e o distrito/a região. O pressuposto para tal é: A PEDALACIDADE tem de ser realizada ao mesmo tempo no distrito/na região e na cidade/no município correspondente!

 

Sim! Felizmente a campanha PEDALACIDADE conseguiu se estabelecer de tal forma que esta continuará sendo oferecida por um tempo indeterminado pela Aliança do Clima.

Como a cada ano, o mais tardar na primavera (na Alemanha), será possível efetuar as inscrições para os municípios e, em seguida, para as equipes, bem como para os ciclistas.

A participação na PEDALACIDADE é voluntária e ocorre por conta própria. Está excluído o recurso jurídico. O município participante assume a responsabilidade pela organização local da PEDALACIDADE e, com isso, por todas as medidas e eventos correspondentes.

A política de privacidade detalhada para a PEDALACIDADE consta em www.stadtradeln.de/datenschutz.

Ocasionalmente os coordenadores relatam que tem problemas ao usar o nosso site com o Internet Explorer. Por isso, gostaríamos de informar que a stadtradeln.de não foi otimizada para o Internet Explorer.
A razão: Já em 2015 a Microsoft reduziu ao mínimo o desenvolvimento do Internet Explorer. É verdade que continuam a publicar atualizações de segurança, mas a funcionalidade não é mais melhorada. Por isso, o Internet Explorer não é mais capaz de representar confiavelmente muitos padrões já habituais (p. ex. otimização para a visualização no smartphone) e a usabilidade pode ser limitada.
Por isso, recomendamos vivamente não mais usar o Internet Explorer, mas outros navegadores como Firefox, Edge ou Chrome.

Sim! Felizmente a campanha PEDALACIDADE conseguiu se estabelecer de tal forma que esta continuará sendo oferecida por um tempo indeterminado pela Aliança do Clima.

Como a cada ano, o mais tardar na primavera (na Alemanha), será possível efetuar as inscrições para os municípios e, em seguida, para as equipes, bem como para os ciclistas.

Em regras de jogo você pode ler as condições de participação detalhadas, os requisitos para as celebridades PEDALACIDADE, etc.

Recomendamos os seguinte procedimento:

  • Classifique a tabela em “Administrar os ciclistas” na área de login por quilômetros.
  • Nos resultados de mais de 1.000 quilômetros por dia durante os 21 dias, verifique se eventualmente várias pessoas foram registradas. Muitas vezes, os ciclistas indicam isso nas notas relativas aos quilômetros cadastrados, sem indicar isso nas configurações.
  • Nos resultados de mais de 3.000 quilômetros, recomendamos sempre perguntar se o número de quilômetros está correto e, dado o caso, como esses quilômetros foram rodados. Mas, por princípio, resultados de mais de 3.000 quilômetros também são possíveis e não deviam ser excluídos de antemão.

Recomendamos o seguinte procedimento

  • Abra a lista de endereços de e-mail das/dos parlamentares (em cima, segunda linha com botões verdes) em ”Administrar os ciclistas“ na área de login
  • Verifique, comparando com uma lista dos seus parlamentares municipais, quais dos ciclistas listados clicaram neste status sem justificação
  • Para remover o status de parlamentar destes participantes, procure os nomes correspondentes em "Administrar os ciclistas", clique em editar e remova a marca em Parlamentar - não se esqueça de atualizar!

As bicicletas elétricas modelo Pedelec (desempenho médio de motor de 250W, dispositivo regulador de até 25 km/h) são permitidas na PEDALACIDADE, pois são consideradas bicicletas de acordo com as Leis de Trânsito da Alemanha (em alemão: StVO). Além disso, estudos mostram que as bicicletas modelo Pedelec são veículos declaradamente inofensivos ao meio ambiente tendo em conta a fabricação da bateria: com menos de 6 g de CO2/km elas emitem 20 vezes menos CO2 que um automóvel econômico com motor de combustão.

 

Estas bicicletas também merecem nosso apoio, pois ampliam significativamente o raio de ação da bicicleta conquistando um número maior de ciclistas. Neste contexto existe um grande potencial em reduzir trajetos com o carro.

 

E, por último: devido a alta velocidade média das bicicletas modelo Pedelec os seus usuários também precisam de uma boa infraestrutura cicloviária, e naturalmente, estes também podem e devem utilizar a plataforma de postagem RADar!!

A campanha PEDALACIDADE trata da proteção do clima que é o principal objetivo da associação Aliança do Clima, além da temática concreta que é a promoção do ciclismo utilitário ou a melhoria de infraestrutura a longo prozo, p. ex. através da plataforma de postagem RADar!. Gostaríamos de comunicar com mensagens simples e de fácil compreensão ou com mais conscientização que cada trajeto de bicicleta é uma contribuição direta para a proteção do clima e do meio ambiente. É quase inevitável, e isso torna o ato genial!

Falamos intencionalmente de evitarmos e não de economizarmos emissões de CO2, pois sabemos naturalmente que nem todo trajeto de bicicleta pode realmente substituir/economizar um trajeto de carro. Analizando do poto de vista das pessoas que não têm carro entendemos que estas jamais poderão economizar algo. No entanto, é indiscutível que o seu comportamento pode gerar impactos positivos sobre a proteção do clima, e isso é o que queremos considerar e honrar adequadamente.

A campanha não reivindica nenhum direito científico. Através da tela de evitação de emissões de CO2 (com base em 154 g de CO2 por pessoa-quilômetro, dados do Ministério Federal do Meio Ambiente da Alemanha) queremos nada mais nada menos que ilustrar quais os efeitos positivos que o nosso comportamento de mobilidade tem ao andarmos de bicicleta – e isso ainda mais quando andarmos “em massa” e com regularidade de bicicleta - e logicamente não só durante a campanha PEDALACIDADE!

Infelizmente, o rastreamento com sensores GRP requer energia. Estão em curso esforços para continuar a otimizar o consumo de energia nas próximas atualizações. Entretanto, você devia desligar a tela durante o registro, quando o mapa não for necessitado.

Se a mensagem aparecer, solicitamos que faça uma vez login e logout como “Especialista”. Se o problema perdurar, contate info@stadtradeln.de.

Os trajetos registrados primeiro tem de ser sincronizados com o servidor da PEDALACIDADE antes de serem cadastrados no resultado da equipe e no diário de km. Dependendo da ligação à Internet (símbolo de relógio ao lado do trajeto), isso eventualmente pode durar algum tempo. Se a ligação à Internet for suficientemente forte (p. ex. através de WiFi), os trajetos registrados serão sincronizados automaticamente. Se um trajeto não for transmitido, p. ex., apesar de uma ligação WiFi, é possível cadastrar o trajeto manualmente em “Trajetos” -> “Novo registro”.